3 dicas para acertar na pintura de ambientes externos

A pintura de ambientes externos é um pouco diferente da pintura de ambientes internos. Os cuidados vão desde a escolha da cor à preparação da parede!

Grandes projetos envolvem não apenas pinturas internas, como a pintura de ambientes externos. Por isso, o pintor precisa saber preparar o ambiente externo para a pintura, pois ela é um pouco diferente da pintura de dentro de casa.

Abaixo, veja dicas para acertar na pintura de paredes externas:

1. Ajude o cliente a escolher o tom para a parede externa

Áreas externas compreendem churrasqueira, espaço de piscina, muros, jardins, sala ao ar livre, varanda, terraços e quintais. A escolha da cor – e do tipo de tinta – desses ambientes deve ser feita com mais cuidado, levando em consideração a luz natural, o clima da cidade (se chove muito) e a existência de texturas.

pintura de ambientes externos

Os tons das tintas precisam combinar com o estilo da arquitetura do local

O tom das cores precisa combinar com o estilo de construção. Se existem paredes de tijolo ou toques de madeira, indique cores que lembram a natureza, como várias tonalidades de verde ou branco.

pintura de ambientes externos

Já os tons pasteis ou café combinam com ambientes mais clássicos. Vale lembrar que eles ampliam o espaço. E, para os mais modernos, melhor optar por branco, cinza ou tons metalizados.

Para muros, as cores vivas fazem o maior sucesso, como vermelho e alaranjados. Essas cores também ficam ótimas em espaços muito grandes, pois trazem um toque de aconchego.

pintura de áreas externas

Cores vivas ficam ótimas nas áreas externas

2. Confira a previsão do tempo

Você já sabe que a chuva atrapalha a pintura, né? Ela pode deixar a parede manchada e prejudicar a aderência da tinta. Por isso, agende a pintura da área externa para dias em que não estão previstas tempestades.

O tempo úmido faz a tinta demorar mais para secar – e você terá que esperar mais entre uma demão e outra.

3. Atenção às paredes porosas, elas requerem maior preparação

As paredes mais porosas absorvem muito mais tinta. Por isso, a preparação precisa ser mais intensa, com bastante massa corrida para, finalmente, após a secagem dela, iniciar a pintura. Não se esqueça que, mesmo em ambientes externos, a parede precisa estar limpa antes da pintura, para evitar falhas, bolhas e descascados posteriormente.

Agora, se não está previsto passar massa e lixar a parede para diminuir a porosidade, programe a quantidade de tinta, pois ela será maior do que a quantidade utilizada em paredes lisas. E pode ser que esse tipo de parede demore mais para secar. Avise seu cliente de antemão.

Fica a dica: utilizar uma máquina Airless nesse tipo de parede facilita bastante a pintura!

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *